Suspeito de abusar sexualmente de enteada de 13 anos é preso por policiais civis.

24/07/2019 13h58

A equipe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), com apoio dos policiais civis da Superintendência de Polícia Interestadual e de Capturas (Supic) prendeu, nesta segunda-feira (22), um homem de 52 anos, suspeito de abusar sexualmente de sua enteada que, atualmente, está com 15 anos. Os abusos duraram dois anos.  O mandado de prisão preventiva foi cumprido em Cariacica.

O titular da DPCA, delegado Diego Aleluia, informou que a denúncia foi feita pela vizinha em agosto do ano passado e, desde então, foram iniciadas as investigações. “Os abusos ocorriam enquanto a vítima dormia na mesma cama com o suspeito e a mãe. O crime foi flagrado pela genitora da adolescente que pedia para o suspeito parar, mas ela tinha medo de perder o companheiro e dele sair de casa já que ele era o provedor da família”, relatou.

Após a denúncia, o suspeito e a adolescente fugiram para o município de Santa Leopoldina. “A adolescente se apaixonou pelo padrasto e, por isso, aceitou fugir com ele para o interior do Estado onde viviam como casal. Em abril deste ano, os policiais localizaram os dois, mas eles fugiram novamente e, dessa vez, voltaram para Cariacica. O Conselho Tutelar conseguiu retirar a menina do convívio do padrasto e entregá-la ao pai. Mesmo assim, os dois ainda mantinham contato por telefone e estavam planejando fugir do Estado. Diante disso, nós conseguimos a localização do suspeito e cumprimos o mandado. No momento da prisão, ele tentou fugir, mas foi capturado e preferiu ficar em silêncio diante das acusações”, explicou Diego Aleluia.

O delegado informou também que assim que a mãe da adolescente tomou conhecimento sobre a denúncia, ela fugiu e deixou a filha mais nova sob os cuidados da avó. “Ela é considerada foragida, pois foi omissa em relação aos cuidados com a filha mais velha”, disse.  

Tanto o padrasto como a mãe da adolescente foram indiciados por estupro de vulnerável, sendo a mãe na modalidade de omissão.   “Agora seguimos em busca de localizá-la. Quem tiver informações pode denunciar via Disque Denúncia - 181 ou pelo site https://disquedenuncia181.es.gov.br “, disse.

O suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Vila Velha.